segunda-feira, 13 de março de 2017

Playlist #9



Eu fiquei um bom tempo ouvindo as mesmas músicas, mas nas ultimas semanas eu fiz uma playlist e eu literalmente só tenho ouvido ela, inclusive quando eu saio eu acho que elas vão tocas, mas elas dificilmente tocam e todas as minhas coregrafias ficam guardadas.















Espero que tenham gostado. Beijos de luz.


segunda-feira, 6 de março de 2017

Viagem: Quebec em fotografias



No meio no ano passado eu fiz uma viagem por parte do Canadá e pelos Estados Unidos (na real eu passei por uma cidade dos E.U.A, mas ok) e durante essa viagem eu visitei Quebec, que é a cidade é a mais antiga do país e é a capital da província de mesmo nome, que fala francês. Quebec me encantou, porque me trasportou direto para o interior da frança, além da cidade ser linda e ter um clima incrivelmente agradável com música a cada esquina. 

Como eu passei apenas um dia lá eu conheci a cidade muito superficialmente, mas aproveitei pra tirar muitas fotos e juntei as minhas favoritas para esse post, para que vejam como a cidade é mesmo linda. 








































Espero que tenham gostado. Beijos de luz.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

3 filmes para assistir no feriado.



Carnaval ta chegando e se você não é muito do tipo que gosta de pular carnaval e quer só dar uma relaxada eu vou te indicar três filmes pra você assistir neste feriado.


  • Perfeita é a mãe



O primeiro é "Perfeita é a mãe", esse filme narra a história de uma mulher, vivida pela Mila Kunis, ela trabalha, cuida dos dois filhos, tenta ficar em forma e ainda tem que lidar com o marido que mais parece seu terceiro filho, se já não bastasse isso o dia a dia dela um caos, ela pega o marido tendo um caso pela internet e o expulsa de casa. Esse é o estopim para a mudança de vida dela, ela começa a questionar porque dava tanta importância pra umas coisas e nenhuma atenção pra ela mesma. Com Mila, Kathryn Hahn e Kristen Bell formando um trio de mães hilarios, esse filme merece seu tempo. 




  • Amor a toda prova 





Ok, esse filme é uma confusão, eu não sei nem por onde começar, mas vamos lá. O plano principal do filme são esse casal vivido por Steve Carell e Julianne Moore, após um jantar a esposa pede o divorcio e conta que tem um caso com um colega de trabalho, o personagem de Steve não esboça uma reação e sai de casa, depois disso ele passa suas noites em um bar, mas só se embebeda e não consegue nada com as mulheres, mas um cara, vivido por Ryan Gosling, ve a situação dele e decide ajudar, ajuda dele traz bons frutos porque o personagem de Steve começa a de dar bem com as mulheres, mas o personagem de Ryan acaba conhecendo uma garota que faz ele se aquietar, mas todas as histórias, mais algumas paralelas, se juntam em um almoço e tudo vira uma bagunça. Eu não sei se consegui explicar direito, mas assistam!




  • Palooza



Por fim, essa comédia protagonizada por Anna Kendrick, é uma sátira a um possível apocalipse bíblico. No filme quem foi salvo no arrebatamento foi pro céu e ta bem, mas quem ficou na terra tem que lidar com chuvas de sangue, pedras enormes caindo do céu, um anticristo doido e todas as outras pragas previstas, até ai tudo bem, mas pessoas conseguem conviver até que bem com isso, até que o anticristo coloca na cabeça que vai se casar com a nossa protagonista, ai um plano louco pra matar ele é criado e acaba até com Deus descendo pra resolver. Olha esse filme me deu um pouco de vergonhazinha alheia, porque ele não sentido nenhum, mas me arrancou boas risadas. 




Espero que tenham gostado.

Beijos de luz.


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

La La Land, aos sonhadores.


Eu sou completamente viciada em cinema, assisto qualquer coisa e quando La La Land surgiu com toda a critica aos seus pés, com Ryan Gosling e Emma Stones nos papeis principais sai correndo pro cinema e o que eu vi foi além das minhas expectativas. Eu li em algum lugar que La La Land é um tributo aos sonhadores e eu não poderia achar uma definição melhor. 

Assim que o filme começa com um número musical em um engarrafamento já se pode sentir a que Damien Chazelle veio, ao fim dessa cena Mia e Sebastian, nossos protagonistas, nos são apresentados, Mia é uma aspirante a atriz e Sebastian um pianista que quer salvar o jazz. Eles não tem um bom primeiro encontro, nem segundo, mas no terceiro as coisas começam a melhorar. No decorrer do filme a relação dos dois se desenvolve e ficam cada vez mais perto de realizar seus sonhos, a cada cena fica mais difícil não torcer por esses dois.




Uma das partes mais importantes do filme é a trilha sonora, uma vez que o filme é um musical, acredite ao menos uma música ficara na sua cabeça. No meu caso na segunda vez que fui ao cinema assistir ao filme já cantarolava a trilha sonora completa. No filme existem mais de uma cena onde o piano é quase uma personagem e por incrível que pareça Ryan não possui duble em nenhuma cena que parece tocando piano, o que é surpreendente levando em conta que ele aprendeu a tocar para o filme.





Com a grandiosa Los Angeles de fundo nossos protagonistas nos mostram que sonhar não é uma tarefa fácil, mas que se houver obstinação nada é impossível e isso é algo que todos devemos levar para a vida, não é? Afinal somos todos sonhadores.  





Damien Chazelle  também escreveu Whiplash, filme esse que esteve presente em boa parte da temporada de prêmios no ano de seu lançamentoHá rumores que La La Land estava pronto antes de Whiplash, porém ninguém queria produzi-lo sem alguma alteração, então Chazelle decidiu engavetar o roteiro e sou grata por isso, imagina se o Sebastian fosse um aspirante a astro do rock, ou tudo se passasse e Nova York?




Enfim, se já assistiu o filme me conta o que achou e se ainda não assistiu corre que ainda dá tempo (eu acho). Abaixo todas as músicas da trilha sonora, porque ela merece ser enaltecida. 




Espero que tenham gostado. Beijos de luz.